VOLTAR

SOS Amazônia e a Fundação Vitória integrarão Comitê do Arpa

MMA - Ministério do Meio Ambiente
14 de set de 2007

As entidades ambientalistas da Região Norte elegeram a SOS Amazônia e a Fundação Vitória Amazônica representantes do grupo no Comitê do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa). O resultado foi divulgado nessa quarta-feira (12) pela Unidade de Coordenação do programa.

O pleito foi convocado pelas organizações não-governamentais Kanindé (Associação de Defesa Etnoambiental) e Novos Curupiras, que atualmente representam as entidades no Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). A SOS Amazônia obteve sete votos e a Fundação Vitória Amazônica, seis.

O mandato das entidades representantes no Comitê do Arpa dura dois anos. Presidido pelo secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente (MMA), João Paulo Capobianco, o comitê é um colegiado de caráter deliberativo, composto por representantes de órgãos do governo, da sociedade civil e dos doadores do programa.

Criado em 2002, o Arpa tem duração predeterminada de dez anos. Seu principal objetivo é proteger amostras representativas da biodiversidade amazônica. Entre seu doadores, estão o Fundo para o Meio Ambiente Global (GEF), por meio do Banco Mundial, a ong WWF-Brasil e o Banco alemão de fomento ambiental (KfW).

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.