VOLTAR

Sobrevivente narra fim da missão Calleri

Jornal do Brasil
Autor: Álvaro Caldas
26 de nov de 1968

Notícia trata da expedição de pacificação dos Waimiri Atroari comandada pelo padre Calleri. A expedição foi malograda. A equipe desapareceu na área indígena, apenas o mateiro da expedição conseguiu fugir dos índios e narrou todos os acontecimentos e como conseguiu escapar.

Segundo Álvaro, o mateiro, os dois primeiros dias da expedição ocorreram bem, mas do terceiro em diante os índios estavam irritadiços, o padre era um pouco rígido com eles e tudo indicava um mal desfecho.

Álvaro disse ter visto dois corpos violentados, reconheceu que um deles era de uma mulher do grupo, após isso deu início a sua fuga.

A notícia também fala da família de um dos participantes da expedição, que passa necessidades e não foi indenizada nem pela FUNAI, nem pelo DER (Departamento de Estradas e Rodagem).

Última reportagem da notícia trata da visão da Funai do Rio de Janeiro sobre o caso. Para ela o mateiro Álvaro podia ter algum conflito com os índios anterior a expedição e há também a suspeita de ele ter matado a mulher da expedição.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.