VOLTAR

Sistema agrícola quilombola do Vale do Ribeira (SP) pode virar patrimônio imaterial brasileiro

Rádios EBC - http://radios.ebc.com.br/brasil-rural
10 de nov de 2017

Sistema agrícola quilombola do Vale do Ribeira (SP) pode virar patrimônio imaterial brasileiro
Em outubro deste ano, ISA e associações quilombolas protocolaram dossiê e documentário sobre o tema no Iphan

Brasil Rural
No AR em 10/11/2017 - 13:18

Dezenove associações quilombolas e o ISA (Instituto Socioambiental) protocolaram, recentemente, dossiê e documentário sobre o Sistema Agrícola Quilombola do Vale do Ribeira, uma região em São Paulo, no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A ideia é que este conhecimento agrícola quilombola seja reconhecido como patrimônio imaterial brasileiro.

Sobre o assunto, o Brasil Rural conversou com a coordenadora do Programa Vale do Ribeira do ISA, Raquel Pasinato. O Vale do Ribeira abriga, ao todo, 88 comunidades quilombolas. Nesta localidade, eles desenvolveram uma forma de cultivar alimentos na Mata Atlântica que dispensa adubo ou agrotóxico.
"O registro como patrimônio imaterial representa o reconhecimento da importância histórica da roça de coivara para a permanência das comunidades quilombolas nos vales e montanhas florestados mais remotos da região", destaca Raquel. "É preciso mostrar também pra sociedade, o modo de vida de produzir alimentos de qualidade, de garantir que a floresta se mantenha em pé, de garantir uma diversidade de produtos", acrescenta ela sobre a identidade deste povo.
Acompanhe abaixo a entrevista na íntegra.

O Brasil Rural vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 5h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional AM Rio; e sábado, às 5h, pela Rádio Nacional do Alto Solimões e, às 7h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional da Amazônia.
*Com informações do ISA
Entenda mais sobre o Sistema Agrícola Quilombola do Vale do Ribeira:
https://youtu.be/0B0ydEoqJ8E

http://radios.ebc.com.br/brasil-rural/2017/11/sistema-agricola-quilombo…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.