VOLTAR

Sesai recebe lideranças de São João das Missões (MG)

Sesai - http://portal.saude.gov.br/
23 de mar de 2011

Mais de 14.600 índios habitam terras que compreendem o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) de Minas Gerais e Espírito Santo. Deste total, cerca de 8.400 indígenas vivem na área do município de São João das Missões (MG). Para compreender as mudanças que serão consolidadas a partir de 19 de abril, data em que termina o processo de transição na saúde indígena e a Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) assume exclusivamente a gestão do Subsistema de Atenção à Saúde indígena no País, representantes da cidade mineira e da etnia Xakriaba visitaram a sede da secretaria em Brasília (DF), nesta quarta-feira (23).

A diretora do Departamento de Atenção à Saúde Indígena (DASI), Irânia Marques, recebeu a comitiva e falou sobre o novo modelo de administração. "Esse é um momento de transição, de estruturação e aplicação de um trabalho que está em estudo há dois anos. Tenho a certeza que seremos mais eficientes e ágeis no atendimento à saúde dos índios e nas parcerias com as cidades", explicou.

Solicitações

Domingos de Oliveira, cacique do povo Xakriaba, relatou as necessidades das 32 aldeias, onde estão os mais de 8.300 pessoas do povo. "A água é uma das nossas grandes preocupações. Temos poços, mas pelas condições da nossa região, que é muito seca, sei que teremos problemas num futuro próximo. Além disso, precisamos de uma casa de apoio à nossa gente".

Lucimar Correia Alves, coordenadora de Edificações e Saneamento Ambiental (CGESA) da Sesai, afirmou que a secretaria irá intensificar o trabalho no distrito. "Estive neste mês na região. Iremos finalizar trabalhos e vamos projetar soluções para estes pedidos. São ações que não podem ser realizadas imediatamente, mas é preciso começar a planejar", disse Lucimar.

Município

Os secretários de São João das Missões, Cirilo Xavier (Saúde) e de Sérgio Seixas (Planejamento), demonstraram preocupação como será realizado o repasse e determinadas responsabilidades com a saúde indígena no município. "Hoje, administramos grande parte desta atenção, afinal, 80% da nossa população é indígena", afirmou Cirilo Xavier.

Irânia Marques deixou claro que não haverá perdas para São João das Missões. "Existem definições que ainda serão fechadas nos próximos dias. Mas uma coisa é certa: a atenção primária é de responsabilidade da Sesai e será comandada na região e em todo o país pelo DSEI de cada área. Vamos adequar contratos e orçamentos. São João é um município parceiro do Governo Federal e tenho absoluta certeza que o trabalho será exemplar", finalizou.

http://portal.saude.gov.br/portal/saude/Gestor/visualizar_texto.cfm?idt…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.