VOLTAR

Sertanista encontra nova tribo

O Estado de São Paulo
23 de dez de 1975

O sertanista Modesto Alves da Franca manteve contato com um grupo indígena ainda não identificado, segundo informou a Funai, acrescentando que os indígenas falam uma língua com termos Matsés, mas os intérpretes não puderam traduzir integralmente o que ouviram. Ao avistarem não-indígenas, muitos abandonaram a aldeia e se esconderam nas matas. Voltaram a seguir com gestos amistosos e pediram mais objetos, além dos que foram entregues.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.