VOLTAR

Sertanista deixa FUNAI

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
20 de mai de 1972

Antônio Cotrin pede demissão da Funai após dez anos de trabalho, alegando que se tornou um simples administrador de "interesses de grupos econômicos e segmentos nacionais, dada a política de concessão de áreas indígenas, pela Funai."

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.