VOLTAR

Sertanista culpa índio pela extinção de peixes

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
17 de jan de 1974

O sertanista Leolídio Caiado, que dirige o Serviço de Caça e Pesca do Estado de Goiás, culpou os índios Karajá pela acentuada depredação da fauna ictiológica no Estado. Em Santa Isabel, no Rio Araguaia, os índios sobem com freqüência o Rio das Mortes para capturar grandes tartarugas e tracajás, "que trocam por bebidas alcoólicas", segundo afirma Leolídio.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.