VOLTAR

Seringueiro se diz marcado para morrer

Correio Braziliense (Brasília - DF)
26 de mar de 1989

Osmarino Amâncio, secretário do Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS), alertou para a situação grave da Amazônia. No Acre, sete líderes de trabalhadores rurais, além de um bispo da Diocese de Rio Branco, estão ameaçados de morte. Todos os ameaçados estão participando do II Encontro Nacional dos Seringueiros e do I Encontro dos Povos da Floresta. Um manifesto que reuniu assinaturas de noventa artistas e intelectuais, alertando sobre as ameaças de morte sofridas por Osmarino Amâncio Rodrigues e exigindo solução para o caso Chico Mendes, foi entregue na abertura dos eventos.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.