VOLTAR

Sem explicar, Funai decide punir Terena

O Estado de São Paulo (São Paulo-SP)
13 de ago de 1981

A Funai determinou a transferência de Marcos Terena, presidente da União das Nações Indígenas, que estava matriculado na Universidade Católica de Brasília, para a Universidade Católica de Campo Grande, sob a justificativa de que todo índio deve estudar em cidades próximas de suas aldeias. Contudo, Marcos declarou que não aceitará a mudança, e explicou que o objetivo da Funai é, na verdade, afastar de Brasília os índios que questionam a política indigenista do órgão.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.