VOLTAR

Seca isola 75 comunidades no baixo Amazonas

FSP, Cotidiano, p. C10
25 de out de 2005

Seca isola 75 comunidades no baixo Amazonas
Pelo menos 75 comunidades de 11 municípios do baixo Amazonas estão isoladas, segundo a coordenação da Defesa Civil Estadual.

Na semana passada, o governador Eduardo Braga (PMDB) já havia dito que a seca iria se agravar na região por conta da vazante do Amazonas. Faltam água potável, alimentos e energia elétrica e há casos de diarréia em Parintins (6.000 famílias isoladas), Nhamundá (5.000 famílias), Barreirinha (500 famílias isoladas), Maués (800 famílias) e Boa Vista do Ramos (76 famílias).
Ontem, a cota do baixo Amazonas estava em 2,56 m, com sinais ainda de que as águas estão baixando, mantendo secos igarapés, lagos e paranás que dão o acesso fluvial às comunidades.
É também crítica a situação em comunidades banhadas por afluentes do rio Negro, como São Gabriel da Cachoeira (incluindo aldeias de índios ianomâmis), Barcelos e Novo Airão.
Segundo o secretário do Governo, José Melo, a situação levou o SOS Interior a incluir mais 30.359 famílias como atingidas pela estiagem, além das 32 mil inicialmente previstas. Agora, são 62.359 famílias afetadas.
Do total, 43.805 já estão recebendo as cestas básicas doadas pelos governos estadual e federal, disse Melo. As famílias estão sem água potável, e a comida é escassa.
O Serviço Geológico do Brasil, em Manaus, afirmou que a estiagem no Negro e no baixo Amazonas continuará por até 20 dias.
O governo federal trabalha com a expectativa de normalização da situação em no máximo 60 dias. "A tendência é a restauração da normalidade nesse período", disse o ministro Ciro Gomes (Integração Nacional). Para ele, a crise tende a se agravar nos próximos dias na divisa entre o Amazonas e o Pará.
De acordo com o ministro, durante esse período, o governo manterá a ajuda emergencial. Ciro disse também que a morte de peixes provocada pela estiagem não afetará de modo significativo e duradouro as comunidades que sobrevivem da pesca na região. (KÁTIA BRASIL E FÁBIO GUIBU)

FSP, 25/10/2005, Cotidiano, p. C10

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.