VOLTAR

Sarampo mata 24 Kanamari: só reza e bosta como remédio

Porantim, nº 19
30 de Jun de 1980

Uma epidemia de sarampo matou 24 pessoas, na sua maioria crianças, pertencentes à nação Kanamari, da maloca Nauá, no alto rio Jutaí, estado do Amazonas. Os Kanamari estavam em plena festa da pupunha (fruta da região), em fins de janeiro, quando começou a mortandade. Na falta de medicamentos, o sarampo teve de ser combatido com reza e chá de bosta de cachorro. Na ausência da Funai, os Kanamari procuraram ajuda entre os seringueiros da região - tão pobres quanto os índios -, que fizeram o possível para barrar o avanço da epidemia.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.