VOLTAR

RESEX de Capanã Grande apóia oficina do Programa de Aquisição de Alimentos

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br
24 de out de 2011

Foi realizada, de 29 setembro a 01 outubro, mais uma etapa do Programa de Aquisições de Alimentos (PAA), do Governo Federal, sendo os beneficiários moradores de comunidades da Reserva extrativista de Capanã Grande, Unidade de Conservação gerida pelo Instituto Chico Mendes localizada no Amazonas.

A oficina, que durou dois dias, foi organizada pelo Instituto Internacional de Educação do Brasil (IIEB) e contou com a presença de cerca de 70 pessoas das comunidades de Manicoré e de Novo Aripuanã. O evento teve a parceria de instituições do estado, além rádios locais e da Resex de Capanã Grande.

Entre os temas das apresentações ministradas por especialistas na área estiveram: o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o Programa de Regionalização da Merenda Escolar (PREME) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), com breves explanações sobre a Declaração de Aptidão (DAP) ao Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar).

Além dessas apresentações, houve a parte prática, em que os cidadãos das comunidades aprenderam a acessar e trabalhar no PAAnet, que é o programa de acesso do PAA online.

Segundo a assistente do IIEB em Manicoré, Roberta Amaral, o objetivo principal da oficina no Estado foi familiarizar e treinar as comunidades a acessarem programas de governo voltados para a agricultura familiar, com ênfase no Programa de Aquisições de Alimentos.

Representantes da Reserva Extrativista de Capanã Grande garantem que um dos programas socioambientais do Plano de Manejo, em fase final de elaboração e que tem como objetivos garantir e ampliar o acesso ao PAA, ao PNAE e a Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), além de cursos semelhantes ao aplicado na oficina, estão previstos para o ano de 2012.

http://www.icmbio.gov.br/comunicacao/noticias/20-geral/2142-resex-de-ca…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.