VOLTAR

Químicos temem por "farmácia" amazônica

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
Autor: LEITE, Marcelo
25 de nov de 1993

Após três dias de discussões no 1o Simpósio Internacional sobre Química na Amazônia,começa a sofrer abalos a ideia de que a Amazônia possa ser preservada como biblioteca genético-química da humanidade. Um remédio para males como a AIDS ou o câncer pode até estar na floresta, mas com as taxas atuais de desmatamento, a mata amazônica pode acabar em 50 anos.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.