VOLTAR

Queiroz critica documento

O Estado de S.Paulo (Sao Paulo - SP)
10 de mai de 1974

O ex-presidente da Funai, José Queiroz de Campos, criticou o documento publicado por bispos e missionários denunciando a situação dos povos indígenas no Brasil. Segundo Campos, trata-se, na verdade, de um trabalho polêmico com claras intenções ideológicas de criticar a política desenvolvimentista do governo. O general Ismarth, por sua vez, aceitou o convite do Cimi para participar do encontro do Conselho com a CNBB, marcado para o dia 22, em Manaus. Após a reunião, o presidente da Funai deverá conhecer o trabalho de missões religiosas junto a povos indígenas do Rio Negro.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.