VOLTAR

Quatrocentos anos de guerra contra os índios

O São Paulo (São Paulo - SP)
Autor: SOUZA, Márcio
10 de abr de 1980

O autor desenvolve seu argumento introduzindo algumas diferenças que demarcam a civilização branca e as sociedades indígenas. Nesse sentido, a questão da propriedade privada, existente para os primeiros e ausente para os segundos, é destacada como um diferenciador importante. Essas afirmações, para Márcio Souza, explicam o ódio e as guerras travadas contra as populações nativas. A fim de contextualizar os povos indígenas que viviam no Brasil nos séculos passados, o autor escolhe dois grupos para abordar: os Omágua e os Tapajó. Em seguida, Souza se dispõe a comentar as lutas travadas contra os colonizadores, lançando questionamentos sobre derrotas e vitórias ocorridas na história.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.