VOLTAR

PT toma posição sobre transgênicos, carcinicultura e Mata Atlântica

Viaecológica-Brasília-DF
24 de abr de 2003

O Partido dos Trabalhadores tem reuniões hoje (24) na Câmara dos Deputados, pela manhã, para definir posições sobre temas polêmicos da área ambiental, como a medida provisória que permite a comercialização interna e externa da soja transgênica ilegal, o que fazer com a carcinicultura que destrói mangues no Nordeste e como aprovar logo a lei da Mata Atlântica, que está para ser votada há tempos. Organizações do Centro-Oeste, como a Associação Olhos d´Água de Proteção Ambiental (Aopa), estão sugerindo que se inclua também a votação da proposta de emenda constitucional que coloca os Cerrados sob proteção da Constituição, como já o são outros biomas. Podem ser incluidos também outros pontos importantes, como a proposta ao Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) para terceirizar a administração de recursos do Programa de Proteção a Florestas Tropicais (PPG7). Estarão presentes deputados federais como Josias Gomes (BA), Fernando Gabeira (RJ), João Alfredo (CE) e distrital Chico Floresta (DF), novo coordenador nacional de Meio Ambiente do PT. Também foram convivados representantes de organizações não governamentais ambientalistas de grande porte (ongs) como Greenpeace, SOS Mata Atlântica, Inesc (Instituto de Estudos Sócio Econômicos), WWF Brasil e Coiab (Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira). O encontro começa com um café da manhã às 8h no restaurante do 10. andar do anexo IV da Câmara dos Deputados, de acordo com o PT. Estas reuniões tornaram-se importantes porque agora o PT está no governo e tem como liderar votações de interesse ambiental no Congresso.(Veja também www.pt.org.br e www.camara.gov.br e www.greenpeace.org.br e www.wwf.org.br).

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.