VOLTAR

Projeto previa complexo turístico em área carajá

O Popular (Goiânia - GO)
Autor: Marília Assunção
22 de out de 1996

Particulares ocupam lotes de reserva Carajá, com área total de 11 hectares, em reação à intenção dos índios de retomar os lotes. A reportagem menciona a atitude de um comerciante, proprietário de terras na região, que desrespeita a decisão do Ministério da Justiça e cujo projeto para a região inclui a construção de um hotel quatro estrelas.
A reportagem menciona ainda que, conforme previsão do Ministro da Justiça, Nelson Jobim, em seu discurso durante os Jogos dos Povos Indígenas em Goiânia, a demarcação só deverá ser concluída em 99. Apesar dos conflitos iniciados, a Funai deve liberar verba para a construção de cabanas carajás e realizou pedido de averbação de quatro lotes no cartório imobiliário de Aruanã para impedir negociações dos imóveis, que pertencem à União.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.