VOLTAR

Projeto Foco no Fogo leva informações sobre educação ambiental pelo interior do Estado

Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos -https://semarh.to.gov.br//
03 de ago de 2020

O projeto Foco no Fogo segue nesta semana com as ações de visitação às propriedades rurais dos municípios de Ponte Alta do Tocantins, Pium, Guaraí e Pedro Afonso, levando orientações sobre educação ambiental, prevenção, controle e combate às queimadas. A execução do projeto vem sendo realizada pelo Governo do Tocantins por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) em parceria com o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e Defesa Civil que compõem o Comitê do Fogo do Estado do Tocantins.

A Diretoria de Desenvolvimento Sustentável da Semarh (DDS) tem coordenado a logística das visitas, e segundo a diretora do departamento, Karynne Sotero todo o trabalho desempenhado pelos os envolvidos até agora tem sido satisfatório. "Estamos conseguindo alcançar o nosso objetivo que é de levar as informações para o máximo de pessoas possível, e nessas duas primeiras semanas que estamos na estrada percorrendo as propriedades rurais já podemos perceber que esse trabalho de educação ambiental e esclarecimento de dúvidas sobre as queimadas é necessário para conseguirmos diminuir cada vez mais os focos de incêndios", frisou.

O planejamento das propriedades que recebem a visita das equipes se baseou no levantamento de dados realizado pela Semarh em parceria com o Centro de Monitoramento e Manejo do Fogo (Cemaf), da Universidade Federal do Tocantins (UFT), campus de Gurupi, com base nas informações do Cadastro Ambiental Rural (CAR). Os imóveis rurais que recebem as orientações do projeto Foco no Fogo foram identificados com altos índices de queimadas nos últimos três anos. Com essas informações está sendo possível chegar nas propriedades com mais agilidade.

O lavrador José Cavalcante de Paula, morador da cidade de Miranorte, já recebeu a equipe do projeto Foco no Fogo e destacou a importância dos informativos recebidos. "Com essas orientações que eu e minha família ouvimos da equipe conseguimos entender um pouco mais sobre os riscos que uma simples queima de folhas secas no quintal pode representar para os nossos vizinhos e para o meio ambiente", afirmou.

O projeto Foco no Fogo Também já percorreu propriedades rurais do município de Paraíso do Tocantins levando orientações para os moradores da localidade, e segundo o engenheiro ambiental e servidor da prefeitura, Thales Delano "essa ação é de grande valia para a população, pois vai informar sobre as queimadas que atingem a nossa cidade, principalmente sobre o respeito de não queimar nessa época do ano que é tão crítica". O engenheiro ainda destaca que "já é a segunda vez que recebemos o apoio do Governo Estadual através da Semarh e da Defesa Civil Estadual, e essa preocupação dos gestores nos deixa mais confiantes para orientar sobre os incêndios".

As propriedades rurais visitadas recebem, dentre outros informativos, uma cartilha que traz as definições dos termos que vão auxiliar no entendimento da população quanto ao uso do fogo. Um dos esclarecimentos trata do Manejo Integrado do Fogo (MIF), que é um modelo de planejamento e gestão que associa aspectos ecológicos, culturais, socioeconômicos e técnicos na execução, na integração, no monitoramento, na avaliação e na adaptação de ações relacionadas com o uso de queimas prescritas, controladas, a prevenção e o combate aos incêndios florestais, respeitado o uso tradicional e adaptativo do fogo.

Em Miracema as equipes também distribuíram as cartilhas nas propriedades visitadas, e segundo o agricultor, Abimael de Andrade Azevedo "precisamos muito da conscientização do pessoal que mora por aqui, a gente que tem criança sofre muito quando há queima perto da nossa casa e a fumaça chega até aqui". Ainda segundo o agricultor "quando todos entenderem que uma simples fagulha que o vento leva a um lugar mais seco já pode causar um incêndio, talvez teremos menos queimadas na nossa região".

As equipes ainda repassam para os moradores da zona rural visitada as funcionalidades do WhatsApp Ambiental, que é mais um canal de comunicação com a Semarh e demais instituições ligadas às temáticas ambientais, para tornar o contato mais simplificado. Por meio do número (63) 99988-0030 a população pode tirar dúvidas sobre queimadas, e receber, através da linha de transmissão, os Boletins Diários que informam sobre as variáveis meteorológicas de cada região do Estado. Os moradores são instruídos a se cadastrar enviando nome completo, cidade que reside e o número de telefone WhatsApp para o e-mail meioambiente@secom.to.gov.br, ou através do contato no próprio WattsApp Ambiental. Todas as visitas seguem as orientações sanitárias do Governo do Estado com o uso de máscaras e álcool em gel a fim de evitar a propagação do novo Coronavírus.

CAR

O CAR é um registro eletrônico de propriedades e posses rurais que tem como objetivo promover a identificação e integração das informações ambientais das propriedades e posses rurais, visando o planejamento ambiental, monitoramento, combate ao desmatamento e regularização ambiental. O Governo do Estado do Tocantins, por meio da Semarh, assumiu o compromisso de realizar a gestão da inscrição no CAR e durante as ações do projeto Foco no Fogo, os proprietários estão recebendo orientações sobre a realização e atualização no CAR. Além da gestão desse sistema, a SEMARH esclarece dúvidas quanto ao cadastro e realiza o CAR gratuitamente para pequenos proprietários (até 320hectares).

https://semarh.to.gov.br/noticia/2020/8/3/projeto-foco-no-fogo-leva-inf…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.