VOLTAR

Programa de protecao da Amazonia supera meta

GM, Nacional, p.A4
23 de mai de 2005

Programa de proteção da Amazônia supera meta
O programa de Áreas Protegidas na Amazônia (Arpa), criado em agosto de 2002, já implementou 23 unidades de conservação, com total aproximado de 16 milhões de hectares - um território equivalente ao estado do Acre. Com dois meses de antecedência, o programa superou a meta de criar nove milhões de hectares em áreas de proteção, onde não é permitida a exploração dos recursos naturais, segundo o Ministério do Meio Ambiente.
A superação da meta foi atingida em março, com a criação da Estação Ecológica da Terra do Meio, de 3,8 milhões de hectares, e do Parque Nacional da Serra do Pardo, com 445 mil hectares. As duas áreas localizam-se no sudeste do Pará. O objetivo do Arpa é criar parques e reservas com no mínimo 50 milhões de hectares da Amazônia até 2012, o equivalente ao tamanho da Espanha.
Coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, o Arpa conta com as parcerias do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), do Banco Mundial, e do governo da Alemanha. Segundo o ministério, o programa tem US$ 395 milhões para investimento até 2012. Na sexta, também foi anunciado a criação de sete novas áreas de proteção e a adesão do Amapá ao Arpa.

GM, 23/05/2005, p. A4

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.