VOLTAR

Preso madeireiro que mandou matar indígena

A Crítica - AM
Autor: Orlando Farias
09 de Mar de 1993

A Polícia Militar do Amazonas predeu o madeireiro Wilson Rodrigues de Assis e seus funcionários Francisco Franco Moçambique, Antônio Brabo e Leotero Acreano, acusados pela morte do índio José Kanamari, 20 anos, da tribo Kanamari. O crime aconteceu em Benjamin Constant, alto Solimões, mesmo município ontem em 1987 foram mortos 14 índios ticunas também por madeireiros. O madeireiro admitiu que extraia madeira da reserva dos Kanamari e tinha constantes desavenças com os índios.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.