VOLTAR

Povos indígenas do Acre são imunizados contra doenças

Portal Amazônia- http://www.portalamazonia.com.br
06 de mai de 2014

Mais de 1,7 mil doses de vacinas contra doenças como hepatite B, paralisia infantil, tétano, gripe, são disponibilizadas para os povos indígenas Apurinã, Jamamadi, Jaminawa, Kaxarari, Kaxinawa, Kulina e Machineri. A campanha de vacinação acontece até o dia 29 de maio no Acre. No Estado, o Distrito Sanitário Especial Indígena do Alto Rio Purus (DSEI ARP), que abrange o Acre, Sul do Amazonas e Noroeste de Rondônia é o responsável pela ação.

As crianças, mulheres e idosos em aldeias de difícil acesso são o público-alvo da campanha de imunização de pelo menos quatro doenças. De acordo com a coordenadora do DSEI-ARP, Jeisa Lopes, ao todo 56 aldeias, de 126 da região, dos sete municípios que abrangem o Distrito foram contempladas com ação de imunização.

Processo de imunização

No Acre, a operação será realizada através das Equipes Multidisciplinar de Saúde Indígena (EMSI) que fazem parte do Programa de Saúde da Família Indígena (PSFI) que se deslocarão durante todo o período da campanha para garantir a prevenção dos indígenas.

A ação faz parte da mobilização nacional que garante o benefício da vacina em todas as aldeias do país, e é promovida pelo Ministério da Saúde. Um total de 34 Distritos Especiais Indígenas (DSEIs) cuidam para que as doses sejam distribuídas em suas respectivas regiões.

Para garantir que todas as porções sejam devidamente recebidas, a Sesai conta com o engajamento de 3,7 mil agentes indígenas de saúde e saneamento, tudo para suprir a necessidade de prevenção nas comunidades. 249 mil doses serão oferecidas durante a campanha. A meta é atingir 180 mil pessoas de 305 etnias em 1.144 aldeias em todo o Brasil.

A ação preventiva teve início em 2005 e faz parte do calendário da Semana de Vacinação nas Américas, liderada pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

http://www.portalamazonia.com.br/editoria/cidades/povos-indigenas-do-ac…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.