VOLTAR

Polícia Federal já procura índios desaparecidos em aldeia de Paranhos desde domingo

Midiamax - http://www.midiamax.com/ultimas/
Autor: Jacqueline Lopes
03 de nov de 2009

Policiais federais de Naviraí já estão em Paranhos, na fronteira com o Paraguai, onde investigam a suspeita de pistolagem contra os índios guarani Olindo e Jenival, professores da aldeia Pirajuí. Eles estão desaparecidos desde a madrugada de domingo, quando seguranças particulares expulsaram o grupo de índios guarani que ocupou a fazenda Triunfo.

Somente ontem à tarde a Funai (Fundação Nacional do Índio) mandou representante ao local.

Olindo e Jenival estavam no grupo de 18 índios que foi até a área Po`i Kuê, na região de Paranhos, para a ocupação da propriedade rural. Mas, eles teriam sido surpreendidos por seguranças privados.

O cacique Irineu Verá disse que os indígenas voltaram para a aldeia feridos por tiros de balas de borracha, mas somente os dois professores ficaram na fazenda. Ele teme que Olindo e Jenival tenham sido assassinados;

Ocorre que a polícia da região não foi até a área. Somente após a imprensa divulgar a situação é que a PF foi acionada. Moram ao menos 3 mil índios em Pirajuí.

A fazenda Triunfo fica bem na fronteira com o Paraguai e é uma das áreas em disputa na Justiça.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.