VOLTAR

Polícia Federal investiga uso de mão de obra escrava indígena no Paraná

G1 - www.g1.globo.com
18 de nov de 2014

Denúncias envolvem um suposto agenciador de Guaíra, no oeste do estado. Homem preso é suspeito de aliciar e manter 13 índios em situação precária.

A Polícia Federal (PF) está investigando denúncias de trabalho escravo indígena em propriedades rurais de Guaíra, no oeste do Paraná. As denúncias também devem ser apuradas pelo Ministério Público no Paraná. Na quinta-feira (13), um grupo de 12 índios, entre eles cinco menores, foi flagrado sendo transportado de um alojamento para uma fazenda. Dias antes, um índio que havia sido demitido pelo suposto aliciador informou os abusos. O suspeito foi preso depois de constatadas as más condições em que eles vinham sendo mantidos.

Os índios dormiam em um alojamento com espaço para acomodar seis pessoas em beliches. Alguns sem colchão. Outros se acomodavam fora do cômodo. Todo o dinheiro recebido era entregue ao homem, que descontava as refeições servidas ao grupo. Segundo a PF, os valores eram abusivos. Ele era responsável também por trazer os indígenas do Paraguai para o Brasil a pedido de outros fazendeiros da cidade. O grupo chegou ao país no dia 1o de outubro para trabalhar em lavouras de mandioca e milho.

Para o delegado Marcos Smith há outros grupos indígenas que estão sendo explorados. "Aqui em Guaíra, há um processo de demarcação de terras indígenas muito grande, então a região acabou se tornando um atrativo para índios do Paraguai e do Mato Grosso do Sul", afirma.

Nesta terça-feira (18), servidores do MTE de Foz do Iguaçu seguiram para Guaíra para providenciarem a emissão de carteiras de trabalho para os índios, que estão provisoriamente em um hotel da cidade. Com o documento, eles poderão receber três meses de seguro desemprego especial, conforme a resolução que permite o benefício a trabalhadores estrangeiros em situação de vulnerabilidade no país. Eles devem retornar à aldeia São João, no Paraguai, nos próximos dias. O suspeito de aliciamento continua preso na delegacia da PF em Guaíra.

http://g1.globo.com/pr/oeste-sudoeste/noticia/2014/11/policia-federal-i…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.