VOLTAR

Plantio avança na fronteira da Amazônia

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
09 de jan de 2001

Pesquisadores da Embrapa e produtores estão apostando na região do Paragominas (nordeste do Pará), principal pólo madeireiro do Estado, como uma fronteira agrícola promissora para o plantio de grãos, contradizendo estudo divulgado por uma ONG ambientalista. O Imazon prevê o colapso dessas culturas extensivas nas chamadas zonas de transição da Amazônia.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.