VOLTAR

Placa que proíbe acesso em território quilombola vira alvo de polêmica em Codó

G1 MA — São Luís, MA
Autor: G1 MA - São Luís, MA
28 de jul de 2020

Moradores de outros povoados alegam que não estão tendo acesso aos recursos naturais que ficam dentro da área que está proibida para visitação.

Uma placa instalada na entrada de comunidades quilombolas localizadas na zona rural de Codó, cidade a 290 km de São Luís, virou alvo de polêmica. Isso porque, a placa proíbe o acesso em uma área pública que fica dentro da comunidade quilombola, mas que é usada por outros moradores da região.

O aviso foi colocado na entrada do povoado São Benedito dos Colocados. O objetivo era evitar a entrada de pessoas desconhecidas dos moradores para tomar banho, realizar a pesca predatória e extração de madeira em áreas da localidade.

Por outro lado, os moradores de outros povoados vizinhos, reclamam que não estão tendo acesso aos recursos naturais que são usados para a agricultura de subsistência e a realização de atividades do dia-a-dia.

De acordo com a lavradora Maria Sandra dos Santos, que vive no povoado Montévideu, por não terem água encanada em casa, eles são obrigados a usar o rio dentro da comunidade quilombola. Ela afirma que desde quando a placa foi colocada, ainda não teve acesso ao local.

"Aqui não tem água encanada e a gente precisa de lavar roupa, e a gente vai lavar a roupa lá. E agora não tem como a gente lavar roupa por lá. A gente precisa da água, a gente precisa pescar, a gente também é pescador", disse.

Entretanto, as comunidades quilombolas afirmam que até o momento, ninguém foi procurado para tratar sobre o assunto e que não houve proibição para que moradores vizinhos não usassem os recursos naturais da região.

"A gente nunca proibiu que alguém do Montevidéu viesse lavar roupa e nunca proibimos que alguém de lá entrasse na nossa comunidade. A questão é nos colocamos aquela placa como advertência, se você viesse fazer o mal, estaria proibido. Agora se vier lavar uma roupa sua, tudo bem", explicou Sebastião Cunha, lavrador.

https://g1.globo.com/ma/maranhao/noticia/2020/07/28/placa-que-proibe-ac…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.