VOLTAR

A pequena vingança do índio que não conseguiu falar com o presidente

Jornal da Tarde (São Paulo-SP)
21 de jan de 1977

Mário Juruna foi, em vão, ao Palácio do Planalto falar com o presidente Geisel. Com seu gravador portátil, gravou as explicações dadas por um funcionário, e, quando foi embora liberou a fita para os jornalistas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.