VOLTAR

Parque do Cocó lança projeto para observação de pássaros

O POVO - http://www.opovo.com.br/
Autor: Redacao O POVO Online
21 de jan de 2019

Parque do Cocó lança projeto para observação de pássaros
01:30 | 21/01/2019

Primeira edição do "Vem passarinhar" aberta ao público foi realizada ontem. Programação será sempre no terceiro domingo do mês

Numa das entradas para a trilha do Parque do Cocó, em Fortaleza, há uma gaiola pendurada numa árvore. Objeto que escancara a prática de trancafiamento de animais silvestres e que ninguém espera encontrar numa Unidade de Conservação como o Cocó. Preso à jaula, um pedaço de papel explica que aquela gaiola vazia representa, na verdade, um pássaro livre. E é já com esse ensinamento que o Parque abre para o público a caminhada "Vem passarinhar".

A observação guiada de aves do Cocó deve acontecer sempre aos terceiros domingos de cada mês. É uma atividade gratuita e educativa que pretende atrair tanto estudiosos sobre a fauna do Parque como quem ainda nunca experienciou esse tipo de contato com os bichos.

Cecília Licarião, bióloga e coordenadora de educação ambiental do Cocó, acredita que esse momento seja propício para criar "soldados de conservação" do parque estadual. "Temos muitos observadores de aves que já foram caçadores, traficantes, e que perceberam que não precisam engaiolar. Podem ir à campo ver essa diversidade", relatou a gestora.

Silencioso na maior parte do tempo, um grupo de aproximadamente 20 pessoas foi o que, ontem, "inaugurou" os passeios mensais na trilha. Munidos de binóculos e câmeras fotográficas, mulheres e homens adultos passaram quase uma hora dentro da mata conhecendo algumas das mais de 130 espécies de aves locais catalogadas, a exemplo do choró-boi, do beija-flor-de-barriga-branca, do anu-coroca e do espirituoso bico-de-lacre.

A psicanalista Galeara Matos, 66, chegou à passarinhada "seguindo os passos do Demitri", que "todo dia posta um passarinho (em sua conta no Instagram)". Demitri Túlio é jornalista do O POVO que há anos acompanha o Cocó e se empenha, pessoalmente, em estimular a proteção e o uso sustentável do parque. "Tô achando uma experiência muito bonita. No momento atual, em que a gente só vê notícias ruins, coisas desabando, queimando, estar aqui olhando pássaros e esperando que eles cantem é poder aliviar esse momento difícil", diz ela.

Galeara lembra, inclusive, que a observação de aves abre caminhos para novas possibilidades de contato com o Cocó. Não mais somente no sentido físico, com as caminhadas, corridas e passeios de bicicleta habituais, mas no sentido de respeito à natureza. "Você está aqui pela natureza e não só pelo seu corpo, pelas suas dietas, tratamentos", exemplificou.

Bruno Araújo, guia da empresa de ecoturismo Manakin e parceiro do Cocó, foi quem guiou a visita de ontem. Apesar da dificuldade natural de transformar um conteúdo técnico e acadêmico em algo compreensível para as pessoas, ele acredita que o conteúdo proposto deve ser bem absorvido pelo público. "O que a gente faz é a ponte entre as pessoas e os animais".

Após meses como voluntários no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Vitor Saraiva, 27, e Winie Damasceno, 26, aprenderam a se relacionar da melhor forma com a natureza. Agora, em Fortaleza, o casal busca, da mesma forma, prestar serviços voluntários para ajudar a construir na população um sentimento de pertencimento à mata. "Se mudou o meu olhar, pode mudar o de muita gente. Já está mudando. Cada vez mais as Unidades de Conservação estão abrindo as portas para visitação porque você tem que estar dentro mesmo. Você cuida daquilo que gosta e usa", ensinou Vitor. Ele e Winie conheceram o Cocó pela primeira vez.

Gaiola

As gaiolas presentes no Parque do Cocó já aprisionaram, de fato, animais silvestres. Foram doadas à gestão da unidade pelo Batalhão de Polícia Ambiental.

Serviço

Caminhada para observação de pássaros no Cocó

Quando: todo terceiro domingo do mês

Horário: 7 horas

É bom usar: roupas leves e de cores "camufladas", chapéu, calçado fechado e repelente

Acompanhe a programação no Instagram: @cocomeuxodo

https://www.opovo.com.br/jornal/cidades/2019/01/parque-do-coco-inicia-p…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.