VOLTAR

Para-quedistas confirmam massacre da expedição

Folha da Tarde
02 de dez de 1968

Expedição do padre Calleri, que foi incubida de tirar os indígenas Waimiri Atroaris da área em que estavam, para viabilizar a construção da BR - 174, falhou.

Paraquedistas desceram à maloca onde o grupo havia estado por último e encontrou corpos jogados na água, em estado de decomposição. Tudo indica que a expedição foi mesmo massacrada, no entanto ainda falta encontrar 3 pessoas.

Para presiente da Funai, os depoimentos do único sobrevivente da expedição, eram falsos. Álvaro era mateiro da expedição.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.