VOLTAR

Os Guató até agora só ouvem promessas

Porantim
31 de ago de 1981

Um novo contato com os Guató espalhados pela Ilha Bela Vista, nas margens do rio Paraguai, em Mato Grosso do Sul, revelou a miséria e o abandono em que vivem os índios. Trabalhando em fazendas, pescando e morando de favor nas terras que circundam a área, eles aguardam a demarcação de suas terras pela Funai.
A notícia também inclui uma breve história do povo Guató em Mato Grosso do Sul, o processo de apropriação de suas terras e o deslocamento para outras áreas, e relata o diálogo entre padres e os Guató.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.