VOLTAR

Operação combate pesca ilegal na APA do Anhatomirim

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br
13 de abr de 2012

A Área Proteção Ambiental (APA) do Anhatomirim, localizada no município de Governador Celso Ramos, em Santa Catarina, promoveu entre os dias 02 e 07 de abril, a Operação Camarão que Dorme a Onda Leva. O objetivo da ação foi fiscalizar o cumprimento do período de defeso da pesca de arrasto de camarão na área da Baía Norte da ilha catarinense, local onde está situada a porção marinha da unidade de conservação.

A Operação contou com o suporte do Centro de Pesquisa e Gestão de Recursos Pesqueiros do Litoral Sudeste e Sul (CEPSUL) que disponibilizou o navio de pesquisa NPq. Soloncy Moura como base de apoio para as ações de fiscalização, além da participação de vários analistas ambientais lotados nas unidades componentes do Núcleo de Gestão Integrada de Unidades Marinho-Costeiras de Santa Catarina (NGI-UMC/SC).

Durante a operação, a embarcação do CEPSUL permaneceu fundeado na porção marinha da APA do Anhatomirim, de onde partiram rondas fiscalizatórias regulares a bordo das lanchas de patrulha Deserta e Cepsul IV. Além da fiscalização do defeso, durante a ação foram realizadas ainda fiscalização com foco nas escunas que operam turismo embarcado no interior da unidade e atividades de levantamento e registro fotográfico da frota pesqueira sediada nas comunidades da APA.

A ação foi saudada como altamente positiva pelos pescadores artesanais da APA que operam na modalidade de caceio. O caceio é uma arte de pesca tradicional, considerada sustentável devido a sua alta seletividade, e que sofre com a competição desleal com a frota de arrasto motorizado.

A pesca de arrasto com tração motorizada para a captura de camarão é proibida na região, anualmente no período de 1o de março a 31 de maio, por força da Instrução Normativa no 189/2008-Ibama. A norma objetiva proteger a renovação dos estoques das espécies camarão rosa (Farfantepenaeus paulensis, F. brasiliensis), camarão sete barbas (Xiphopenaeus kroyeri), camarão branco (Litopenaeus schmitti), camarão santana ou vermelho (Pleoticus muelleri) e camarão barba ruça (Artemesia longinaris).

Visando manter a efetividade da proteção aos estoques de camarão, a APA do Anhatomirim, em conjunto com as demais unidades do NGI-UMC/SC, planeja efetuar outras patrulhas de fiscalização na área da Baía Norte até o dia 31 de maio, quando termina o defeso na região.

http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/20-geral/2778-oper…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.