VOLTAR

O perigo invisível na Amazônia

Gazeta Mercantil (Rio de Janeiro - RJ)
Autor: RENATO, Claudio; ROMERO, Simone
24 de set de 2000

Reportagem sobre a vulnerabilidade de coletivos indígenas da Amazônia com relação às doenças levadas através do contato com a sociedade nacional. Uma pesquisa sobre a ocorrência das hepatites B e Delta, ou D, realizada entre habitantes das regiões próximas aos rios Purus, Juruá e Madeira, revelou que, entre os Paumari, a taxa de portadores do antígeno da hepatite B ultrapassa a marca de 20%. Em suma, a pesquisa aponta para o fato de que a incidência desse tipo de doença, entre as populações nativas, pode estar intimamente relacionada com o grau de contato com os não indígenas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.