VOLTAR

Museu dos Povos Indígenas do Oiapoque. Artes, Ciência e Tecnologia

Governo do Estado do Amapá - www4.ap.gov.br
26 de set de 2008

O mais novo espaço cultural dos povos indígenas do Oiapoque

Os povos indígenas do Oiapoque ganharam um lugar especial para a preservação de sua história e sabedoria.

É o Museu Kuahí, que integrará os multiplos saberes das populações indígenas, promoverá o respeito à sua identidade cultural e oferecerá atividades que mantenham o intercâmbio entre as aldeias, instituições acadêmicas, museus nacionais e internacionais e organizações sócio-ambientais.

O Museu Kuahì é mais um espaço que irá contribuir para a fabricação, exposição e comercialização das peças artesanais indígenas. Mais uma conquista de nossos irmãos índios na luta pelamanutenção de seus costumes.

Museu Kuahí:
Av. Barão do Rio Branco, 160
Oiapoque - AP
E-mail: museukuahi@fundecap.ap.gov.br

As etnias Karipuna, Palikur, Galibi Marworno e Galibi Kalinã são representadas no museu, cujo objetivo é integrar as atividades culturais e manter viva a tradição desses povos. O município de Oiapoque, acerca de 600 quilômetros da Capital, possui seis mil indígenas, em 34 aldeias, vivendo em uma área de 520 mil hectares nas terras indígenas Uaça, Galibi e Juminã. Representando cerca de 40% da população o município.

O Museu Kuahí conta com duas salas de exposições, auditório, sala de pesquisa bibliografia e audiovisual, sala de atividades pedagógicas e loja de artigos indígenas. Segundo o gerente do museu, o Galibi Marworno, Sergio dos Santos, os 19 funcionários do museu são índios e vão atuar na administração, monitoramento das visitas e serviços gerais.

Ao entrar no museu Kuahí o visitante se depara com mastros e bancos do Turé (dança típica). E nos outros ambientes pode ver o processo de construção de cuias e canoas, jóias em miçanga e penas, potes de barro e muitos outras peças da cultura indígena do Oiapoque.

"O museu Kuahí tem um significado muito forte de luta, de tradição, de cultura e todos temos que cuidar bem, dar evidência e divulga-lo. Pois, os povos indígenas começam a imortalizar a sua história a partir do Oiapoque". (Waldez Góes - Governador do Estado do Amapá)

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.