VOLTAR

MMA e CGU encontram irregularidades no Fundo Amazônia

OESP - https://cultura.estadao.com.br/blogs/direto-da-fonte
Autor: RACY, Sonia
16 de mai de 2019

MMA e CGU encontram irregularidades no Fundo Amazônia

Sonia Racy
16 de maio de 2019 | 16h09

O Ministério do Meio Ambiente e a CGU concluíram a análise dos contratos assinados com o Fundo Amazônia, no valor total de R$ 1,5 bilhão. Pelo que se apurou, há diversos contratos sem prestação de contas adequadas ou sem comprovação de despesas.

A investigação apurou ainda que os custos com salários de funcionários próprios e terceirizados das ONGs consomem 60% dos orçamentos dos projetos. E ainda: há salários que chegam a R$ 46 mil. Um total de 82% dos projetos foram escolhidos em "balcão", sem licitação. Há entidades que foram beneficiadas mesmo estando impedidas de contratar com a administração.

Os resultados serão divulgados amanhã, sexta feira, pela manhã. Na sede do Ibama.

https://cultura.estadao.com.br/blogs/direto-da-fonte/mma-e-cgu-encontra…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.