VOLTAR

MMA discute combate à desertificação na Coreia do Sul

MMA - http://www.mma.gov.br
Autor: Carlos Américo
07 de out de 2011

Começa na próxima segunda-feira (10/10), em Changwon City, Coreia do Sul, a 10ª Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas para Combate à Desertificação (UNCCD), a COP-10. No encontro, serão discutidos um maior esforço internacional para financiamento de iniciativas de combate à desertificação e de cooperação técnica entre países desenvolvidos e em desenvolvimento e pobres, que são os principais afetados pelo processo de desertificação.

Os temas controversos sobre o foco da convenção devem tomar conta dos debates na Coreia do Sul. O Brasil é contra a criação de um mandato global com foco na degradação de terras. De acordo com o diretor de Combate à Desertificação do MMA, Francisco Campello, não há uma definição clara sobre o assunto.

"Há uma resistência porque o tema degradação de terras sai do foco da UNCCD e já é abordado em outras convenções", explica Campello. A convenção atua no combate à desertificação nas terras áridas e semiáridas, com especial atenção para a África.

O Brasil também vai apresentar suas experiências de uso sustentável dos recursos naturais da floresta, a exemplo do que é desenvolvido na Caatinga, como forma de enfrentamento à desertificação. Manejo florestal e agroecologia são alguns exemplos de iniciativas para o desenvolvimento sustentável no semiárido.

De acordo com o analista ambiental Ricardo Padilha, o Brasil fez mais que o dever de casa em sua atuação no combate à desertificação. E o reconhecimento disso é que o Brasil deverá assumir o Comitê de Ciência e Tecnologia da UNCCD.

http://www.mma.gov.br/sitio/index.php?ido=ascom.noticiaMMA&codigo=7030

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.