VOLTAR

Missa pelo índio assassinado

Folha de São Paulo
23 de fev de 1980

Com a presença de índios Carajá e de um dos líderes do grupo Teumai, Aruawi, celebrou-se ontem a missa de 7o dia do cacique Pankararé Ângelo Pereira Xavier, morto por um pistoleiro na Bahia. O secretário-geral do Cimi, Padre Paulo Suess, destacou que a morte foi "expressão de uma injustiça estrutural do capitalismo no campo(...)".

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.