VOLTAR

MINISTRA MARINA SILVA TAMBÉM RECEBERÁ DENÚNCIA DA MATANÇA DE ÍNDIOS PATROCINADA PELA PCH DA FAMÍLIA CASSOL

Rondoniagora-Porto Velho-RO
13 de mar de 2003

A Fundação Nacional do Índio (FUNAI), Conselho Missionário Indigenista (CIMI), ONGs de proteção à fauna e flora, estarão encaminhando documentos e pedindo audiência com a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, sobre a matança de índios e degradação ambiental na reserva dos Tupari, cuja destruição começou com a instalação e funcionamento da PCH do Rio Branco, cuja propriedade é da família do governador Ivo Narciso Cassol (PSDB). O problema é grave e os índios estão morrendo à míngua e sem condições de tirar o sustento porque as principais áreas agricultáveis foram inundadas e durante o período da estiagem é impossível a navegação pelo rio, a única via de ligação dos silvícolas com o restante da região de Santa Luzia e Alta Floresta do Oeste. Segundo denunciam indígenas e produtores, o próprio pai do governador e funcionário da SEDUC, Reditário Cassol faz ameaças no local.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.