VOLTAR

Marido incendeia índia em aldeia do Mato Grosso

Midianews-Cuiabá-MT
13 de abr de 2002

A índia bororo Maria Sônia Kiegue, 34 anos, da aldeia Tadarimana, em Rondonópolis (MT), teve quase todo o corpo queimado pelo marido Alfredo, de aproximadamente 40 anos, que jogou álcool e ateou fogo nela, na noite de ontem (11). Ela foi transferida para o Centro de Tratamento de Queimados de Cuiabá porque as queimaduras foram de terceiro grau.

O diretor da Fundação Nacional do Índio em Rondonópolis, José Pereira Miranda Filho, contou que o fato ocorreu por volta de 18 horas, quando alguns índios retornavam à aldeia após de fazer compras no centro da cidade. De acordo com ele, o caminhão que levava o grupo parou em uma ponte em obras para que os índios embarcassem em um trator que os levaria à aldeia Tadarimana.

Na descida do caminhão, Alfredo, embriagado, teria se irritado com a demora da mulher e também desembarcar, então jogou o álcool sobre seu corpo e ateou fogo. Miranda acrescentou que Alfredo fugiu do local. Já Maria Sônia foi socorrida pelo motorista e os outros índios, que usaram uma lona para apagar o fogo em seu corpo.

As queimaduras atingiram parte das pernas, os braços, barriga, tórax e o rosto. O diretor ressaltou que o casal já vinha brigando desde que saiu da aldeia para ir ao centro da cidade.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.