VOLTAR

Marcos Rotta propõe que ICMBio apresente estudo técnico na ALEAM

ALEAM - http://www.aleam.gov.br/
23 de nov de 2011

Durante Cessão de tempo para tratar sobre a criação de uma Unidade de Conservação e Proteção Integral em Maués, o deputado estadual Marcos Rotta (PMDB) propôs que o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) compareça à Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM) para apresentar os estudos técnicos sobre a área.

"Queremos ter acesso ao processo técnico realizado pelo instituto para subsidiar a criação da área conservação. Quero deixar claro que não sou contra, mas da maneira que a situação foi exposta, provocando o descontentamento do município e a indignação dos moradores, esses estudos merecem uma atenção especial do parlamento", comentou Marcos Rotta, ao acrescentar que a criação da unidade de conservação vai comprometer mais de 16% da cidade de Maués.

Em 2004, Marcos Rotta foi relator do Projeto de Lei que criou várias áreas de preservação ambiental no Estado. "O documento enviado ao Governo do Estado aponta que a criação da área de proteção é uma compensação aos danos ambientais pela construção de três hidrelétricas no rio Tapajós, no Estado do Pará, por parte do Governo Federal. E o pior é que nenhuma dessas obras irá beneficiar o Amazonas", ressaltou Marcos Rotta.

Na condição de presidente da casa, Marcos Rotta solicitou que fosse feita uma ata da seção para engrossar as reivindicações contra a construção da área. "Vamos juntar a ata à moção de repúdio da Câmara Municipal de Maués. Isso deve contribuir para que essa criação seja repensada", concluiu.

Marcos Rotta aproveitou para parabenizar os deputados Sinésio Campos (PT) e Sidney Leite (DEM) pela iniciativa, e a secretária de Estado Desenvolvimento Sustentável, Nádia Ferreira, que deixou claro que a gama de documentos encaminhados pela ICMbio carece de detalhamento técnico para empreender a ação no Estado, contrariando as pessoas que habitam a região e que desconhecem qualquer tipo de estudo feito pelo instituto na área.

O peemedebista enfatizou que nesse ponto (de criação da reserva), o ICMBio foi no mínimo deselegante com o Amazonas, que está na vanguarda na área de preservação ambiental, com trabalhos destacados em âmbito nacional e internacional.

O projeto visa à construção das hidrelétricas de São Luiz do Tapajós, Jatobá e Chacorão, localizadas no rio Tapajós com previsão de geração de energia de 3.336 MW.

http://www.aleam.gov.br/ANMateria.asp?id=7905

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.