VOLTAR

Manifestações em dez cidades condenam a prática do infanticídio entre os índios

Radiobrás - http://www.radiobras.gov.br
17 de jul de 2008

Nesta quarta (16) e quinta-feira (17) serão realizadas manifestações públicas em dez cidades com o objetivo de apoiar o Projeto de Lei 1057/07, do deputado Henrique Afonso (PT-AC), que pretende coibir o infanticídio no país. Em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional, o produtor do filme-documentário Hakani”, Enock Freire, falou sobre à proteção de crianças indígenas ameaçadas pelo o infanticídio.

O filme-documentário da vida de Hakani retrata as práticas de infanticídio em diferentes grupos indígenas no Brasil. A maioria das crianças que atuam no filme são vítimas que foram resgatadas. Algumas das quais foram literalmente desenterradas por parentes ou vizinhos."

Segundo Enock Freire, as imagens tornam público o dilemma conflituoso entre a realidade indígena e a sociedade nacional. O infanticídio geralmente é feito porque os filhos são deficientes físicos." Para os índios, isso faz parte das tradições deles.

De acordo com Freire, não são todas as culturas que praticam infanticídio. Limitamos a nossa matéria do filme na vida real de uma menina chamada Hakani que foi salva na tribo Suruwahá. Sabemos que outras tribos têm esse tipo de costume, mas não são todas”.

A segunda parte do documentário traz depoimentos de índios sobres suas experiências pessoais com infanticídi. O filme pode ser visto no site www.hakani.org.

Entre as cidades que participarão das manifestações estão Brasília, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Florianópolis, Recife, Belém, Salvador e Aracaju.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.