VOLTAR

Mais uma vaca morta na Ilha de São Pedro

Jornal de Sergipe, p. 8 (Aracaju - SE)
13 de jan de 1983

Mais uma vaca aparece morta, dessa vez na fazenda da família Brito. O bispo de Propriá afirma que essa última vaca foi abatida pelos próprios fazendeiros como uma forma de provocar os indígenas, pois apresenta marcas de bala no corpo. O juiz da Comarca de Porto da Folha sugere que seja cercado todo entorno da Ilha, para impedir a invasão do gado que está faminto, devido à ausência de pastagem gerada pela seca. O bispo, por sua vez, rebate, dizendo ser isso impraticável por questões financeiras e naturais, já que a cerca seria destruída na época de cheia do rio São Francisco. A Funai aconselhou os indígenas a não cumprir qualquer determinação do delegado de Propriá, alegando que o mesmo não tem autoridade, já que eles estão sob tutela do órgão, e já enviou um advogado à região para lidar com as acusações e mediar a questão.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.