VOLTAR

Mais caravanas de índios chegam à Funai para exigir solução urgente

O Norte (João Pessoa) - PB)
06 de nov de 1988

Mais uma caravana de indios da aldeia Jacaré de São Domingos, mu­nicípio de Rio Tinto, deve chegar amanhã à sede da Funai, em João Pessoa, para se unir aos 40 que estão acampados há um mês, no sentido de pressionar sua entidade a tomar ume providência no que diz respeito 4 demarcação da terra, bem como en­tregar um documento de posse aos manifestantes. Os indios acampados na sede da Funai, informaram ainda que após o dia 15 de novembro mais de 500 indígenas daquela aldeia estão dispostos a virem ocupar o órgão por tempo indeterminado até que pro­vidências concretas sejam tomadas. Eies alegaram que até o momento receberam apenas promessas por par­te da direção da Funai, alegando que já foi encaminhado um documento para Brasília, dando conta de como se
encontram os índios da Aldeia Jacaré, de São Domingos. Porém, segundo
afiimaram, a direção do órgão passou as informações para eles verbalmente, vez que não mostrou provas de que na realidade foi enviado um documento para Brasília no sentido de que o Governo Federal dê uma
solução. De acordo com eles, desde que ocuparam as dependências da
Funai que são discriminados pelos funcionários do órgão. Outro pro­
blema enfrentado pelos 40 manifes­tantes é com relação às precárias
condições de vida em que passam no local Comentou o indio Manoel Henrique Barbosa que eles estão completa­mente jogados no órgão e que a
direção sequer dá a mínima. Com relação a alimentação, afirmou que
muitos deles passam fome, pois só se alimentam quando a comunidade de
Rio Tinto se solidariza com eles en­viando alimentação. Mesmo assim os
indios garantem, que só deixam a Funai quando providências concretas
forem tomadas tanto pela direção da Funai como pelo Govemo Federal.

CONTINUAM AMEAÇAS
Apesar da Polícia Federal ter apreendsdo no meio desta semana várias máquinas, além de armas de grosso calibre pertencentes aos proprietários de onde os indios habitam, estes informaram que as ameaças continuam, pois seus paren­tes que se encontram na Aldeia jacaré de São Domingos continuam perseguidos pelos fazendeiros. A solução, de acordo com eles para acabar com o problema, é que a Policia Federal se faça presente a todo momento no local caso con­trário, poderão ocorrer danos maiores.

Os indios da Aldeia jacaré de São Domingos reivindicam da Funai e do
Govemo Federal a demarcação de 4.500 hectares de terra xios 23 mil hectares, quantidade esta que so­lucionaria o problema. Esta invasão à sua entidade acontece pela terceira vez consecutiva para solucionar o mesmo problema, mas apenas promessas.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.