VOLTAR

Maioria dos grandes peixes foi extinta

O Globo, Ciência e Vida, p. 32
22 de mar de 2006

Maioria dos grandes peixes foi extinta

Curitiba. Coincidindo com o Dia Mundial das Águas, um mapeamento realizado pelo Greenpeace revela que 90% das espécies mais importantes de peixes já se extinguiram devido à pesca predatória. Com base em imagens de satélites de 2001 e 2002, o estudo apresentado ontem durante a conferência da ONU sobre biodiversidade identifica que o principal problema se concentra nas águas profundas, onde a pesca é feita com redes de 8 a 80 quilômetros de extensão e mais de 20 mil anzóis.

Segundo Callum Roberts, professor da Universidade de York e especialista em oceanos, a ONU deve proibir a pesca predatória até criar regras para controle dessas áreas. Para Christoph Thies, coordenador da campanha de oceanos da ONG, a despeito do impacto econômico, a indústria pesqueira terá que fazer concessões para que esses recursos sejam protegidos.

- As práticas vão mudar para que a exploração dos recursos marinhos seja sustentável - afirmou.

O Greenpeace também mapeou a parte terrestre do planeta e concluiu que menos de 10% da superfície terrestre permanecem intocadas, sem a interferência do homem. Os dados mostram que 82 dos 142 países que possuem florestas já perderam toda a cobertura original. Das remanescentes, 31% das áreas ficam na América Latina.

O Globo, Ciência e Vida, 22/03/2006, p. 32

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.