VOLTAR

Luta contra Tijuco Alto ganha mais um aliado

ISA - www.socioambiental.org
03 de abr de 2001

Município de Poá manifesta indignação ao projeto de construção de hidrelétrica no Ribeira de Iguape, que afetará o último rio vivo do Estado de São Paulo.
A Câmara Municipal de Poá, cidade da região metropolitana de São Paulo, aprovou uma moção de repúdio à construção da Usina Hidrelétrica de Tijuco Alto, no Vale do Ribeira. O documento se diz contrário ao projeto, pois acredita ele trará impactos socioambientais irreparáveis, como a inundação de 60 km2 de Mata Atlântica nativa, destruição de cavernas e deterioração da qualidade da água do rio Ribeira de Iguape, afetando seriamente as populações que habitam o Vale.
A moção alerta para o fato de que se a barragem for construída, produzirá energia elétrica para fins exclusivamente privados. Ou seja, para a Companhia Brasileira de Alumínio, que pretende exportar toda a produção. Assim, sequer os benefícios industriais da barragem ficariam no país.
O documento foi enviado para o Ministério do Meio Ambiente, IBAMA, Ministério de Minas e Energia, Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Ministério Público Federal.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.