VOLTAR

Lideranças do DSEI Guamá Tocantins visitam Brasília em busca de melhorias na saúde indígena

Sesai - http://portal.saude.gov.br
19 de mai de 2011

Representantes da etnia Tembé, do nordeste do Pará, se reuniram hoje (19), em Brasília, com o Secretário Especial de Saúde Indígena, Antônio Alves de Souza, e com o Presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai) para discutir melhorias no atendimento dos indígenas pertencentes ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Guamá Tocantins.

Antônio Alves pediu tempo aos indígenas para o atendimento das demandas, "Não é possível resolver problemas de 12 anos em poucos meses, infelizmente. Por isso pedimos a compreensão de todos". Para ele, a melhor forma de atender as reivindicações dos indígenas é com visitas ao local. "Ainda não tivemos agenda para visitar vocês, mas faremos assim que for possível".

Piná Tembé, presidente do Condisi Guamá Tocantins, trouxe uma lista de demandas que inclui melhorias nas Casas de Saúde do Índio (Casais) do distrito, além de melhorias na frota de carros, na reestruturação da força de trabalho e também a contratação de serviços importantes, como a de horas vôo, utilizadas na remoção de pacientes em áreas remotas. "São preocupações que temos na base e precisamos ouvir da Sesai como ficam essas questões importantes", destacou Piná.

Alves lembrou que a autonomia dos distritos está sendo feita passo a passo, e a cada dia a chefia do distrito tem mais condições de resolver as demandas localmente. "A Sesai tem o papel de oferecer as condições para que o distrito tenha como funcionar de forma autônoma. Ficamos no apoio, quando necessário com nossas equipes. Muitas das demandas apresentadas por vocês já podem ser solucionadas localmente". Para definir as prioridades, o secretário sugeriu que o controle social se reúna e juntamente com a chefia do DSEI busque os devidos encaminhamentos.

Márcio Meira defendeu a autonomia dos distritos e destacou o trabalho em conjunto com a Sesai. "Trabalhamos juntos e com coesão política. Existe afinidade entre a Funai e a Sesai".

http://portal.saude.gov.br/portal/saude/Gestor/visualizar_texto.cfm?idt…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.