VOLTAR

Juruna voou

Revista Veja (São Paulo/SP)
03 de dez de 1980

O cacique xavante Mário Juruna conseguiu habeas corpus no TFR e embarcou para a Holanda. Apesar de "tramitação burocrática" quase ter impedido a viagem, a empresa aérea KLM até atrasou em meia hora a decolagem do avião que faz a rota Madrid-Amsterdã para esperar o cacique. O líder foi recebido com entusiasmo e presentes no aeroporto do Rio de Janeiro, de onde partiu para a conexão em Madrid.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.