VOLTAR

Juruna retorna da Holanda e irrita-se com Passarinho

O Fluminense (Rio de Janeiro/RJ)
07 de dez de 1980

Voltando da viagem à Holanda, o cacique Juruna reclama do frio e de ter chegado na "última hora", mas comemora ter ido. Surpreende-se com os relatos ouvidos no Tribunal e afirma crer não estar na hora de discutir "isso de emancipação".

Ao ouvir comentários do senador Passarinho que alega que Mário não mais representa seu povo, por estar há muito tempo longe da aldeia, o Xavante irrita-se e argumenta ter de se ausentar por estar lutando pelos direitos indígenas. Mário conclui dizendo que "se Passarinho quiser vou conversar com ele no gabinete dele".

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.