VOLTAR

Jogo traz a história de tribo indígena que vive no Acre

O vale https://www.ovale.com.br
01 de jun de 2019

Um casal de gêmeos kaxinawá - um jovem caçador e uma pequena artesã - foram concebidos pela jiboia Yube em sonhos e herdaram seus poderes. Se conseguirem passar por desafios, poderão se tornar um curandeiro e uma mestra dos desenhos.

Nesta jornada, vão adquirir habilidades e conhecimentos de seus ancestrais, dos animais, das plantas e dos espíritos, e se comunicar com os seres visíveis e invisíveis da floresta. Tudo isso para se tornarem, enfim, seres humanos verdadeiros, um Huni Kuin.

Esse é o enredo do jogo "Huni Kuin: Yube Baitana" (Os caminhos da jiboia), desenvolvido por antropólogos, programadores, artistas e indígenas do povo Kaxinawá, que vive no Acre. O projeto de criação do videogame foi coordenado por Guilherme Pinho Meneses, doutorando em Antropologia Social da FFLCH (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas), da USP.

Ficou curioso? O game está disponível em quatro línguas e pode ser baixado gratuitamente no site www.gamehunikuin.com.br.

https://www.ovale.com.br/_conteudo/projetos_especiais/_design/2019/05/7…

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.