VOLTAR

Ismarth critica atuação do Cimi

Folha de S.Paulo (São Paulo - SP)
25 de out de 1977

Ismarth de Oliveira, presidente da Funai, ao comentar as denúncias do Cimi sobre o trabalho desenvolvido junto aos povos indígenas do Sul do Mato Grosso, afirmou que considera algumas acusações do Conselho positivas, na medida em que contribuem para a investigação de irregularidades, porém condena o fato dos missionários nunca terem enviado um relatório a respeito do que verificam nas terras indígenas. De acordo com Ismarth, os povos indígenas desse estado não estão abandonados.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.