VOLTAR

Índios waimiri matam três e destroem posto da Funai

Jornal do Brasil (Rio de Janeiro-RJ)
01 de fev de 1973

Três trabalhadores da Funai foram mortos, perto do local de desmatamento da rodovia Manaus-Caracaraí, por índios Waimiri-Atroari, o mesmo grupo que massacrou a expedição chefiada pelo padre Calleri. Segundo informações de um sobrevivente, os índios chegaram no posto indígena de atração Alalaú em busca de Celso Maia, transportador de mercadorias de um dos empreiteiros encarregados do desmatamento para a construção da Rodovia Manaus-Caracaraí. A Funai afirma, em nota, que esse indivíduo tinha sua entrada proibida naquela área, e era a quarta vez que o procuravam. A notícia apresenta um histórico sobre o contato com os Waimiri-Atroari.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.