VOLTAR

Índios tembés vão libertar reféns

Correio Braziliense
20 de jan de 1996

Em reunião acontecida ontem, em Belém, entre o presidente da Funai, Márcio Santilli, e dez líderes Tembé, acertou-se um acordo para que os índios liberem enfim os cinco funcionários da Funai que estavam sendo mantidos como reféns. Os Tembé, da reserva indígena do Alto Rio Guamá, vêm há décadas lutando contra o problema das invasões às sua terras, sem que nada de definitivo tenha sido feito por parte dos orgãos competentes. Esgotada a paciência, os índios estavam a exigir uma reunião diretamente com o presidente da Funai, Márcio Santilli, que a concedeu após os índios tomarem funcionários do orgão por reféns. Na reunião, da qual participaram representantes do Incra, ficou prometida aos índios uma solução imediata. Os Tembé querem a retirada de 30 mil brancos que se instalaram na reserva.

As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.